Bráulio Bessa faz poema sobre pluralidade de gênero


O escritor e poeta Bráulio Bessa, deu uma verdadeira aula sobre respeito a diversidade de gênero, na manhã de hoje (17), durante o quadro "Poesia com Rapadura" do programa da Rede Globo, Encontro com Fátima Bernardes. Ele conta que ao ser divulgado que o tema de hoje seria: crianças transgênero, recebeu uma verdadeira avalanche de comentários maldosos em suas redes socais que questionavam se ele iria fazer poesia pra defender esse tipo de gente.

Para responder a esses comentários ele disse: A minha poesia está aqui pra defender as pessoas do bem.

Veja abaixo a poesia feita e declamada por ele:

Será mesmo que o respeito anda mesmo em desuso,
pra mim soa tão confuso, essa tão necessidade,
de alguém que é diferente, enfrentar um mar de gente,
lutando por igualdade, e talvez essa igualdade, essa tal pluralidade,
seja a mais pura vontade de viver a liberdade, de ser só o que se é,
de ser homem, de ser mulher, de ser quem você quiser,
de ser alguém de verdade.

Seja trans seja transparente, seja simplesmente gente,
mesmo que alguém lhe julgue diferente, mesmo que você mesmo se julgue diferente,
eu reforço, seja gente, urgente.

Há quem nasceu pra julgar, há quem nasceu pra amar.
E é tão simples entender de qual lado a gente tá!
Do lado certo meu povo, o lado certo é amar,
amar para respeitar, amar para tolerar,
amar para compreender que ninguém tem o dever de ser igual a você,
apenas seja, enfrente essa peleja.

Contra uma sociedade que se acha no direito de lhe julgar por maldade.
Seja de verdade, afinal da sua alma do seu corpo e da sua identidade é você e só você que possui autoridade.

Bráulio Bessa 17/02/2017

Comentários

Postar um comentário